Você precisa saber...

Quando falamos sobre o câncer de pele, a radiação ultravioleta é a principal causadora de alterações genéticas nas células, é uma radiação invisível do sol que pode danificar o DNA. Células da pele são especialmente susceptíveis a dano ao DNA, uma vez que são freqüentemente expostas à luz ultravioleta. Por isso, a exposição à luz do sol é um fator de risco para o surgimento dessa doença.

Cerca de 80% da radiação ultravioleta que acumulamos durante a vida é absorvida do zero aos 20 anos de idade.

Pessoas que vivem em áreas onde há sol mais forte têm maior risco de desenvolver câncer de pele.

 

Existem três tipos de radiação ultravioleta: A, B e C. Todas as três podem penetrar nas células da pele e causar danos:

  • A UVA é a mais comum, e é perigosa para a pele, causando envelhecimento precoce, rugas, manchas e câncer de pele.

  • A UVB é menos comum porque é em parte absorvida pela camada de ozônio, mas ainda assim pode causar danos como a vermelhidão, queimaduras e também o câncer de pele. Ela mais intensa entre as 10 horas e 16 horas.

  • E a UVC que é a menos perigosa, quase que totalmente absorvida pela camada de ozônio.

  • Ceratose actínica, lesão de pele comum em pessoas que se expõem muito ao sol e que pode evoluir para carcinoma de células escamosas;

  • Doenças de pele rara, como xeroderma pigmentoso, albinismo ou síndrome do nevo basocelular;

  • Medicações que deprimem a imunidade (como as usadas por portadores de órgãos transplantados).

  • Fototipos muito claros têm mais tendência a sofrer queimaduras solares do que as pessoas de pele escura.

  • Pessoas que apresentam diversas pintas com características irregulares (chamadas nevos atípicos) apresentam risco maior para o desenvolvimento da doença.

  • Outros fatores também podem contribuir, tais como o contato constante com arsênico (utilizado em alguns pesticidas) , radiação ionizante ou processos irritativos crônicos da pele, entretanto eles são bem mais raros;

  • Cigarro: O fumo é fator de risco para vários tipos de câncer, entre eles o carcinoma espinocelular de lábio e boca;

  • Cerca de 90% dos tumores de pele localizam-se nas áreas expostas ao sol, o que demonstra a importância de se evitar a exposição solar.

  • As pessoas com pele fototipo I e II (pele, cabelos e olhos claros) tem maior chance de desenvolver câncer de pele.

  • São sinais de alerta pessoas que possuem familiares com histórico da doença, queimaduras solares e pintas pelo corpo.

A pele é o maior órgão do corpo humano, responsável por cerca de 15% do peso total do corpo e ainda possui funções como regular a temperatura do corpo, proteger os tecidos e órgãos subjacentes, servir de reserva de água e nutrientes, tais como vitamina D e gordura, e ainda contém terminações nervosas sensitivas, os receptores táteis, que permitem utilizar apropriadamente o tato. Um dos cinco sentidos e por ser tão grande e ficar tão exposta, é também um dos tecidos mais atingidos por diversas doenças, inclusive o câncer.

Outros fatores importantes

Fatores de Risco

  • White Facebook Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now